Onde realizar Cirurgia Neo-Natal

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Onde realizar Cirurgia Neo-Natal

Mensagem por Fdesousa em Qui 15 Mar 2012, 12:07

Olá a todos,

Penso que seria um bom assunto para iniciarmos este tópico, colocar em discussão o tema: Onde realizar Cirurgia Neo-Natal?

Parece-me bastante oportuno, atendendo as recentes alterações operadas no Porto, resultantes da extinção do Hospital de Crianças Maria Pia e integração de todas as especialidades pediátricas no HSAntónio, unidade do CHP.

É consensual que, em toda a região Norte, existem apenas dois Serviços de Cirurgia Pediátrica com capacidade, vocação e experiência para realização de Cirurgia Neo-Natal, quer no que concerne a recursos humanos, quer no que respeita à logística e aos meios tecnológicos.

Dispersar por vários locais essa nobre, diferenciada e exclusiva actividade cirúrgica, parece-me, sob todos os pontos de vista, errado e o maior contributo para a sua rápida extinção e regresso aos primórdios da cirurgia pediátrica em Portugal, particularmente, no Porto.

Ninguém ignora já, que a destreza, o "know how" e, por isso, os bons resultados só com a repetida prática do trabalho em equipa, em que o papel de cada um dos seus elementos é de igual importância, são obtidos.

Todos sabemos que, só com uma boa formação de novos especialistas é possível dar continuidade aos êxitos que ao longo do tempo se foram conseguindo.

Seria desnecessário repetir, porque é já senso comum, que o diagnóstico pré-natal e a franca diminuição da natalidade, veio reduzir significativamente a casuística. Longe vão os tempos em que o meu serviço, e eu fiz a formação, nessa época, em que recebíamos cerca de 15 atrésias de esófago por ano - sim, mais de uma por mês, e este é apenas um único exemplo (das patologias mais diferenciadas e raras) entre muitas outras.

Assim sendo, a quem interessará dispersar este grupo de patologias?

Certamente não será aos Cirurgiões Pediatras mais experientes, que querem muito manter essa experiência; aos Internos Complementares da Especialidade, com certeza também não aproveita, pois podem passar os seis anos de internato sem terem a possibilidade de ver algumas dessas patologias, quanto mais aprenderem a operá-las; seguramente que aos Pediatras intensivistas/neo-natalogistas, que durante anos integraram as equipas constituidas, muito menos......

Com um pedido de desculpas por este "devaneio", para o qual, julgo, me assiste alguma autoridade, serei dentro de dias o cirurgião pediatra mais "antigo" em actividade hospitalar em todo o Norte, deixo uma vez mais a questão à consideração de todos: PARA QUÊ DISPERSAR POR "CAPELINHAS" A CIRURGIA NEO-NATAL?
avatar
Fdesousa

Mensagens : 1
Data de inscrição : 27/02/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum